sábado, 11 de fevereiro de 2012

Os aliens guardiões de Arthur C. Clarke


Escrito em 1953, O fim da infância, do escritor de ficção científica Arthur C. Clarke, surpreende por trazer uma história com extraterrestres extremamente atual para os dias de hoje, inclusive com todas as teorias da conspiração que envolvem o ano de 2012. 

O enredo é simples: Aliens, identificados com o nome de Senhores Supremos, chegam até a Terra e aproximam suas naves diante dos governos do mundo inteiro. Só que, ao invés de começar uma invasão repressora, os extraterrestres interagem com os homens e fazem eles esquecerem suas diferenças.

A humanidade deixa de ter desigualdades sociais, crises econômicas e diferenças políticas. Os aliens, literalmente, elevam os homens até uma "Era de Ouro".

No entanto, Clarke sabe instigar o leitor e coloca seus Senhores Supremos como os novos deuses. A princípio, esses personagens, que vivem muito além dos seres humanos, não revelam sua aparência corpórea. Alegam que os homens não estão prontos para visualizá-la.

Depois, os aliens impedem os humanos de realizarem viagens espaciais.

Com essas duas regras, o livro de Arthur C. Clarke cria um suspense com várias reviravoltas envolvendo várias gerações de homens. O desfecho, se você for bom de prever finais, ainda pode surpreender bastante. O desenrolar dessa ficção ainda soará atual para muitas pessoas que acreditam no desenvolvimento humano.

Nenhum comentário:

Posts mais lidos