sexta-feira, 18 de junho de 2010

O antigo e moderno escritor faleceu


Mensagem do site JoséSaramago.org.

"Hoje, sexta-feira, 18 de Junho, José Saramago faleceu às 12.30 horas na sua residência de Lanzarote, aos 87 anos de idade, em consequência de uma múltipla falha orgânica, após uma prolongada doença.

O escritor morreu estando acompanhado pela sua família,
despedindo-se de uma forma serena e tranquila.

Fundação José Saramago. 18 de Junho de 2010."

Ele escrevia somente com vírgulas e pontos finais. Ele era ateu e, mesmo assim, era atrevido o suficiente para escrever sobre religião. Ele defendia o uso do idioma português como a maioria dos escritores brasileiros, portugueses e todos que conhecem esse código de linguagem único. Defendendo esse código, ele faturou o prêmio Nobel de Literatura de 1998. Algumas de suas obras são Ensaio Sobre a Cegueira, Intermitências da Morte, Evangelho Segundo Jesus Cristo, Todos os Nomes e Caim.

O português José Saramago nasceu em 1922, viu a Segunda Guerra Mundial e a Guerra Fria, conheceu os jornais portugueses ao longo da carreira e traduziu experiências humanas em situações extremas em suas ficções. O escritor era tão situado em seu tempo que criou, inclusive, um blog, chamado O Caderno. Não parou no tempo e traduziu suas ideias para um site, não ficando preso no papel.

Era um intelectual antigo, de 87 anos, no mundo moderno. No último post dele em seu blog, reclamou da falta de filosofia do mundo, na falta de pensamentos profundos das pessoas. Sua afirmação era verdade pelas reações à sua morte no twitter hoje, oscilando entre brincadeiras impróprias e reações realmente emocionadas.

Nenhum comentário:

Posts mais lidos