quarta-feira, 5 de novembro de 2008

"One Voice": o relato de um nova-iorquino sobre as eleições nos Estados Unidos da América

por Martin Cruz,
Voluntário na campanha de Obama em Nova Iorque
Exclusivamente para o Bola da Foca

The night before the 2008 U.S. Presidential Election, Barack Obama stood in front of a crowd of 80,000 in Manassas, Virginia and recounted a story he's told hundreds of times but that wouldn't have an ending till 24 hours later. The storyline for his "Fired Up, Ready to Go" chant is confirmation that one voice can change the world. The beginning of progress has humble beginnings but idealistic endings. It is the belief that a line of dominoes has the power to knock down walls.

Na noite anterior às eleições americanas para presidente de 2008, Barrack Obama esteve perante um público de 80.000 pessoas em Manassas, Virginia, e recontou uma história que ele disse centenas de vezes, mas que não poderia ter um fim até 24 horas depois. A linha histórica de seu Fired Up, Ready to Go clamou a confirmação que uma voz pode mudar o mundo. O começo do progresso tem um humilde começo, mas um ideal fim. É a crença que a linha de dominós tem o poder de segurar muralhas frágeis.

Most of us haven't lived through a revolution. That has now changed. Most of us haven't been part of something greater. That has now changed. Most of us believed governments were not of, for or by the people. That has now changed. A person with honorable ideas and the will to spread them can see them move avenues of people in native and foreign lands. The idea that we are not a strong nation unless we all have strength. That we are not a rich nation until the poor are fed. That we are not a democratic nation unless all our voices are heard is what the Obama movement is.

Muitos de nós não viveram durante uma revolução. Isso agora mudou. Muitos de nós não fizeram parte de algo maior. Isso agora mudou. Muitos de nós acreditamos que governantes não eram para, por ou pelas pessoas. Isso agora mudou. Uma pessoa com honráveis idéias e com o desejo de difundí-las pode ver elas moverem avenidas de pessoas nas terras nativas e estrangeiras. A idéia de que nós não somos uma nação grande a menos que nós todos tenhamos força. De que nós não seremos uma nação rica enquanto os pobres não forem alimentados. De que nós não somos uma nação democrática a menos que todas as nossas vozes sejam ouvidas. Esse é o movimento de Obama.


I knocked on doors till my knuckles were numb and bruised. Walked many miles of windowed landscapes in worn down sneakers. I talked to Americans who believed the time for change was now and who let me into their world from their doorstep. And I talked to Americans who threatened and followed me in their cars because our beliefs for the direction of this country were so different. I've seen parts of my country that were a American dream and those parts that live through daily nightmares. Hope has led me to the art of action and the canvas of community. That words should be measured by inspiration not by eloquence.

Eu bati nas portas até que meus braços estivessem dormentes e machucados. Andei muitas milhas de imensas paisagens em sapatilhas desgastadas. Falei com americanos que acreditaram que o tempo da mudança é agora, e que me deixaram entrar em seu mundo pela porta da frente. E eu falei com americanos que me ameaçaram e me seguiram em seus carros por causa de suas crenças tão diferentes a respeito da direção desse país. Vi partes de meu país que tiveram um "sonho americano" e outros locais que vivem em pesadelos diários. Espero que isso me leve até a arte da ação nas profundezas da comunidade. Essas palavras devem ser mensuradas por sua inspiração, não por sua eloqüência.

"Fired Up, Ready to Go" from one woman's voice changed a room, Obama said. He said if it could change a room it could change a city, and if it can change a city it can change a state, and if can change a state it can change a nation, and if it can change a nation it can change the world. Pessimism and politics have always been linked. That link is now broken and shall remain that way as long as we accept the power of our own voices. It has has the power of millions. November 4th 2008 has proven that.

"Fire Up, Ready to Go de uma voz feminina mudou a sala", disse Obama. Ele proclamou que se podemos mudar uma sala, pode-se mudar uma cidade. E se podemos mudar uma cidade, podemos mudar um estado. E se podemos mudar um estado, a nação pode ser mudada. E se a nação pode ser mudada, podemos mudar o mundo. Pessimismo e política sempre estiveram juntos. Agora esse "link" foi quebrado e deve permanecer assim enquanto nós aceitarmos o poder de nossas próprias vozes. Temos o poder de milhões. 4 de novembro já provou isso.

America feels like it can now make it's founding principles a current reality. That certainly will not be easy. We are responsible for two current wars, many innocent lives lost and the broken pieces of the world economy. These are the scars of inaction. The work of hope and change begins now.

A América sente que agora pode fazer de seus princípios uma realidade concreta. Isso certamente não será fácil. Somos responsáveis por duas guerras atuais (Afeganistão e Iraque, governo Bush), e muitas vidas inocentes foram perdidas, além da quebra da economia mundial. São cicatrizes da falta de ação. Esse trabalho de esperança e mudança começa agora.

Contato com a fonte: Luma Ramiro
Tradução do texto: Pedro Zambarda

3 comentários:

Thiago Dias disse...

Um relato único e emocionado do momento histórico que vivemos. Parabéns ao autor! O mundo compartilha do sonho que venceu no dia 5 de novembro

Luma R. Mesquita disse...

Parabéns, Martin! Obrigada por escrever pro Bola algo tão valioso e histórico! Também acho que escreveu muito bem!

Se quiser continuar escrevendo, será bem vindo, não acham editores queridos?

Acho que tem tudo a ver com a proposta do Bola, esse jornalismo não de cabinete, com contato direto com o que acontece, o famoso "gastar o sapato". Sem contar que a notícia não vem da mídia convencional, com todas as suas filtragens ideológicas e cheia de interesses econômicos.

Obrigada! E, por favor, continue escrevendo!

Pedro Zambarda disse...

Assino embaixo da Luma e aceito ser tradutor, caso tenha ficado boa essa tradução =]

Posts mais lidos