quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Uma mancha ENORME na Cásper Líbero

Eu, Pedro Zambarda, como editor desse blog, não falo pelos outros integrantes, mas manifesto aqui minha opinião e convido quem se interessar pelo assunto que o comente, logo abaixo, pelo menos.

Foi anunciado, aproximadamente às 15h de ontem e de FORMA NÃO OFICIAL, que a Fundação Cásper Líbero, entidade mantenedora da faculdade de jornalismo que muitos colaboradores do Bola da Foca fazem parte, decidiu aumentar sua mensalidade, que já estava na casa dos R$846,30, para o preço de aproximadamente R$930,00, ou seja, 9,6% de aumento. Isso me afeta, como estudante de tal instituição.

Todas as faculdades particulares fazem reajustes de contas baseados na taxa inflacionária no país, mas as ações da Fundação em questão se mostram muito acima das estimativas (a inflação ano passado foi de 3%, enquanto o aumento de mensalidade esteve na casa dos 6%). Fora essa polêmica, a Faculdade já enfrenta problemas de infra-estrutura, tanto pela falta de uma lanchonete que sirva os alunos (injustamente fechada pela mesma mantenedora assim que os estudantes questionaram sua qualidade), quanto pelos equipamentos que estão em falta e/ou demoram para serem substituídos.

O prédio da Gazeta, número 900, onde está a Cásper, infelizmente é mal gerido por uma organização que deveria ter uma clareza com seus funcionários, estudantes e professores. Mesmo com um house-organ exemplar como a revista A Imprensa, que conta com a participação dos próprios alunos, a Fundação parece tratar a Faculdade Cásper Líbero com um clientelismo que ela, certamente, não faz nem com os próprios empregados.

Agradeço publicamente o Centro Acadêmico Vladimir Herzog por conseguir, antecipadamente, esses dados de aumento das mensalidades, além de estar se esforçando em movimentar os estudantes contra esse abuso.

10 comentários:

Thiago Dias disse...

Um absurdo sem tamanho. Nunca foi partidario de manifestões estudantis sem qualquer esperança de resultado. Mas nesse sentido apoio uma união dos estudantes da Casper para cobrar os motivos de um aumento de quase 5% acima da inflação anual.

Nadiesda Dimambro disse...

eu prefiro acreditar que um dia ainda existirá ensino público e de qualidade para todos...

Diego disse...

Parabéns por denunciar esse assalto, Pedro. Temos que nos unir para não deixar passar um aumento abusivo MAIS UMA VEZ.

Podem dizer que a chance de conseguirmos alguma coisa é nula, mas a Fundação Cásper Líbero vai continuar abusando da Faculdade cada vez mais, se os alunos permanecerem quietos.

Só uma ressalva: "house organ exemplar"? Aí pegou pesado...

Cecília do Lago disse...

E o cenário do Roni Von CONTINUA mudando todo mês!!!!

Pedro Zambarda disse...

Ensino público para todos acho meio utópico. Quando era a grande maioria de escola

Bom, como house-organ (não como revista mesmo), A Imprensa até serve muito bem ao que se pretende...

Pedro Zambarda disse...

*Ensino público para todos acho meio utópico. Quando era a grande maioria de escolas era pública, a coisa era bem elitizada por aqui.

Corrigindo.

Alexandre Ciszewski disse...

E é preciso dizer que esse aumento é ultrajante? Ops, já falei! Lamentável...

Ana Carolina disse...

Eu agora tenho duas preocupações na cabeça: a primeira é passar no vestibular da Cásper, e a segunda, após aprovada, será como pagar uma mensalidade tão abusiva! Que o preço da Cásper é alto, já sabíamos e até o aceitaria, desde que em cima de argumentos aceitáveis. E até agora, não os encontrei. Nada além de abuso!
Fiquei pensando: se no primeiro ano de faculdade pagarei isso, quanto me custará até o ano da formação? R$ 1.200,00? R$ 1.300,00?

Proponho sim alguma atitude contra esta situação, que é inaceitável.

Mônica Alves disse...

Logo logo a mensalidade vai bater com a de uma faculdade particular de Medicina. Absurdo.

Seu Barriga disse...

PAGUE O ALUGUEL!

Posts mais lidos