segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Django Livre e a crítica ao racismo de Tarantino

Um escravo negro se transforma em um caçador de recompensas cowboy ao lado de um parceiro alemão. É este roteiro absurdo que Quentin Tarantino resolveu escrever e desenvolver no filme Django Livre, um longa que segue a revanche histórica de Bastardos Inglórios, mas possui mais elementos de bang bang spaghetti que o diretor tanto idolatra em sua obra cinematográfica.


Django foi inspirado em um filme de mesmo nome lançado em 1966. Tarantino inclusive colocou em seu elenco o ator que fez o longa original, chamado Franco Nero. No entanto, o roteiro sofreu grandes alterações. O Django (Jamie Foxx) tarantinesco é um escravo negro que quer reencontrar sua esposa, Broonhilda Von Schaft, uma escrava que sabe falar alemão. Django é liberto por um caçador de recompensas alemão chamado Dr. King Schultz (interpretado por Christopher Waltz, o coronel Hans Landa de Bastardos). A partir dai, Schultz começa a comparar a busca de Django por Broonhilda com a lenda do cavaleiro germânico Siegfried procurando pela donzela Brünhild, narrada na Canção dos Nibelungos.

O vilão do filme é Calvin J. Candie (Leonardo DiCaprio), latifundiário dono de terras de cultivo de algodão. Seu braço direito é Stephen (Samuel L. Jackson), um negro velho liberto que repreende os próprios escravos. O roteiro se desenvolve misturando escravidão com tiroteios típicos de filme western. O ator Franco Nero, do Django original, aparece como o traficante de escravos Amerigo Vassepi, que usa uma de suas mercadorias para enfrentar um campeão de Candie.


O diretor de Malcoln X, Spike Lee, disse que não veria Django em uma entrevista publicada na Vibe. Segundo o cineasta, o filme é "desrespeitoso com seus ancestrais (a saber, os negros)". Spike chamou a história de Tarantino de racista. Uma coisa é fato: Mais de uma centena de vezes a palavra nigger, que significa preto em português, é dita no longa. Isso, no entanto, nem de longe, constata racismo.

Spike Lee parece não ter captado a crítica divertida que Tarantino tenta fazer com seu cowboy negro. O próprio diretor aparece no filme. Tarantino é um mercador de escravos que é, literalmente, explodido. Tem metáfora melhor do que essa sobre sua própria crítica?

3 comentários:

Xiaozhengm 520 disse...

2016-3-24 xiaozhengm
ralph lauren outlet
rolex replica watches
christian louboutin uk
salvatore ferragamo
babyliss flat iron
prada
coach outlet clearance
ralph lauren outlet
coach outlet
ugg sale
christian louboutin
oakley sunglasses discount
omega watches
michael kors handbags
gucci outlet
michael kors outlet
cheap ray ban sunglasses
coach factory outlet
louis vuitton pas cher
pandora charms
supra for sale
air jordan uk
michael kors outlet
fitflops
ture religion outlet
prada outlet store
ray ban sunglasses
michael kors outlet online
babyliss pro
ray ban outlet
polo ralph lauren

mmjiaxin disse...

cheap oakley sunglasses
http://www.tiffanyand.co.uk
cheap authentic jordans
chrome hearts wholesale
kobe sneakers
michael jordan shoes
air jordan retro
michael kors outlet
http://www.kobebasketballshoes.us.com
true religion jeans wholesale
michael kors outlet
ralph lauren online
chrome hearts
cheap uggs
fitflops clearance
cheap nfl jerseys
Cheap Oakley Sunglasses
oakley sunglasses,oakley outlet sunglasses
michael kors handbags outlet
michael kors outlet
gg

John disse...

nba jerseys wholesale
tiffany jewelry
louis vuitton uk
oakley sunglasses wholesale
asics shoes
cheap jordans
oakey sunglasses wholesale
ray bans
cheap ray ban sunglasses
adidas nmd
pandora jewelry
yeezy boost 350 black
supra shoes
true religion outlet store
oakley sunglasses outlet
rolex replica watches
nike store uk
reebok uk
coach outlet store
nike air force
hermes uk
mont blanc pens outlet
louis vuitton bags
fitflops sale clearance
coach outlet
coach outlet online
cheap oakley sunglasses
rolex watches uk
michael kors handbags
lacoste shoes
michael kors outlet stores
2016601yuanyuan

Posts mais lidos