terça-feira, 29 de abril de 2008

Alta Fidelidade I

Começo hoje minha coluna semanal no Bola da Foca. Misturando o filme Alta Fidelidade e Fernanda Young apresentarei, toda quarta-feira, um top 5 das coisas que me irritam. Por se tratar de um site de jornalismo, minha lista girará, em partes, em torno das ações irritantes dos profissionais da comunicação.

1. Caso da menina Isabela I: cobertura da mídia.
Desde o dia 30 de março temos sido bombardeadas com toda sorte de informação sobre a morte da menina de 5 anos. A curiosidade jornalística muita vezes ultrapassou a linha da ética, do bom senso e do bom gosto. Zapear pelos canais de TV é garantia de encontrar um ou outro apresentador de programas pseudo-jornalísticos relatando sua indignação e fazendo reconstituições do crime. As publicações impressas também não deixam a desejar no quesito jornalismo duvidoso. Além de irritação, vergonha.

2. Caso da menina Isabela II: passeatas e manifestações
Não, não nego a tragicidade do acontecido. Uma criança de 5 anos foi morta e seu pai e madrasta são os principais suspeitos de terem cometido o crime. Terrível e chocante. Mas não me conformo com a reação da população. O que faz um ser humano sair de sua casa para fazer uma passeata de protesto contra morte de uma criança que nunca conheceram? Não me venha me falar de compaixão! Morrem crianças, adultos e idosos todos os dias, de formas tão ou mais trágicas, e eu não vejo ninguém fazendo passeata para eles.

3. Ficar sem internet
Ou melhor, sentir completamente isolado do mundo por não ver a luz verde com a inscrição on-line piscando alegremente. Essa dependência de tecnologia é patética. Por que raios não é possível aproveitar um domingo à tarde sem estar com a cara metida no computador, ouvindo a musiquinha pentelha do MSN e fazendo buscas de caráter duvidoso no Google?

4. Trabalhar no feriado
Uma das piores desgraças de ser um estagiário consiste em fazer plantão no feriado. Papai, mamãe e seu irmão/irmã pentelho na praia/campo/casa da vovó e você, com a cara metida num computador, preso num escritório.

5. Banho gelado
Acordar extremamente cedo e descobrir que o gás acabou e, por conseqüência, a água quente também é definitivamente a coisa mais irritante que pode acontecer com um ser humano numa quarta-feira de manhã.

4 comentários:

Mônica Alves disse...

O caso Isabella virou um circo, chega a ser ridículo. Acho que o pior são as pessoas acreditando que estão em certas em falar sobre isso o tempo todo.
Além disso, banho gelado = morte.

Karina Gomes disse...

é você, Marília.

Adorei o post.

LAU disse...

errata: está escrito "cata" quando devia estar escrito "cara"

Marília Passos disse...

Obrigada, lau.
Corrigi o erro de digitação.

Posts mais lidos