quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Já deu!

Todo santo verão em São Paulo é a mesma coisa. Basta avistar nuvens negras no horizonte, em geral vindas da zona oeste, que a cidade entra em estado de pânico antecipado, como se o mundo fosse acabar. Bom, o problema é que em geral o mundo quase acaba. Mas o que ocorreu na manhã de ontem extrapola todos os limites do aceitável.

Ok, foi o maior volume de chuva dos últimos 4 anos nessa última terça-feira, no dia 8. Algo imprevisível, imponderável e que causaria transtorno de qualquer jeito. No entanto, chegar ao fim do dia com o balanço de seis (seis!!!) mortos em virtude da chuva na maior cidade do país chega a ser surreal. E o pior: no meio ao caos, com milhões de paulistanos presos em seus carros e milhares correndo o risco de perder suas casas, temos que ouvir o prefeito falando que os investimentos deram certo e tudo ocorreu de forma satisfatória.

Deu! Não é de hoje que São Paulo vive problemas crônicos com suas enchentes. As marginais foram totalmente reformadas em virtude disto e nada do problema ser resolvido. “Ele foi amenizado” dirão alguns. Oras, amenizar em um cidade de 11 milhões de pessoas com um dos piores tráfegos do mundo não resolve nada. E pior, a sensação de abandono é latente. Não se vê qualquer movimentação do governo ou da prefeitura para resolver os dois problemas que pararam a cidade ontem.

As fantásticas obras alardeadas por ambos, não andam. O rodoanel se arrasta por anos, isto quando não resolve soltar vigas em cima de carros. A expansão do metrô pode até resolver muita coisa, mas, convenhamos, ela é ainda pequena. E a expansão das marginais... ah, como eu adoro esta obra. Além de já se provarem insuficientes, são feitas na pior época do ano (afinal, quem liga pra fim de ano, não é mesmo?) e estão sendo apontadas como causas das enchentes de ontem. Sem a camada de grama na faixa central, quase nenhuma gota de toda aquela água que caiu foi absorvida pelo solo. Deu no que deu.

Minha intenção original era apenas fazer um post factual sobre o ocorrido. Me desculpem, não consegui. São Paulo vive uma crise há muito tempo, e a cada dia que passa sinto que está chegando mais no limite, embora o mesmo pareça ser bem elástico.

ps: Às 18:30hr a cidade registrava 8km de congestionamento. Recorde negativo no ano, uma utopia para todos. Ou seja, para que São Paulo tenha o melhor trânsito possível, é necessário que o caos se instale, 6 pessoas morram e todos fiquem receosos de ir à rua? Obrigado, mas eu passo.

Nenhum comentário:

Posts mais lidos