segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Fique com ele


Hook me Up, do The Veronicas, é um senhor avanço em relação ao primeiro álbum

Por Roxane Teixeira

Os australianos do The Veronicas chegam com um álbum bem diferente do antecessor The Secret Life of, de 2005. A banda deixou de lado o estilo pop adolescente, e agora se aventura na mistura de rock com uma forte pegada eletrônica, que é a chave de Hook me Up (em tradução livre, “Fique Comigo”).

Sob o comando de Josh Alexander – o produtor responsável pelo amadurecimento percebido nas músicas de Jojo – os arranjos aparecem mais elaborados, e seguem a tendência atual de fundir techno, rap e rock. Essa calibrada no time de produtores, aliada à troca de gravadora (da Warner para a Sire) parece ter feito muito bem às irmãs Origliasso, que se esmeram em vocais mais trabalhados que os do primeiro álbum.

Nas canções Untouched, This Is How It Feels e Popular, fica clara a melhora na afinação das meninas, puxando para o estilo de Pink, principalmente nos gritos mais poderosos e nos trechos falados, com jeito de rap. Mas o que sobressai em todas as faixas é o charme do eletrônico, feito aos moldes da turma de classe do gênero: Gnarls Barkley, Spektrum e Mark Ronson. Dá para tocar Hook me Up na pista de dança para curtir a batida e a vocalização eletrônica, ou deixar rolando bem alto no MP3-player.

E para quem está preocupado com a perda da tendência rock 'n' roll, sutilmente traçada no primeiro álbum, dessa vez a banda deixa o som mais pesado; as baladas românticas são puro soft-rock, e a canção In Another Life é boa discípula da famosa Every Rose Has it’s Thorn, do Poison.

O único tropeço do disco fica por conta das letras, pobres, e com refrões que, em geral, são mera repetição do título. Outro lapso é, curiosamente, a canção homônima ao álbum. Hook me Up, primeiro single lançado, tem refrão fraco, nenhuma novidade vocal, e pouca intervenção eletrônica no pop com cara de antigo – sem surpresa, é uma das piorzinhas do CD. Agora, se a sua única preocupação é não se preocupar, e pular feito um doido na balada ou no chuveiro, Hook me Up, com suas misturas inusitadas, é uma ótima pedida.

4 comentários:

Pedro Zambarda disse...

Normalmente falam mal da ligação do rock com música eletrônica.

Eu ainda acho que pode ser uma combinação sonora muito boa. Agradável pela tecnologia em si. =]

Mas não sei se ouviria o CD do The Veronicas. Beijos!

Lidiane Ferreira disse...

Roox!!!!Quando vi seu texto me deu uma nostalgia....lembro do The Veronicas de quando estava nos EUA! Eu vi o clip novo e tbm nao achei a múscica lá aquelas coisas tbm...!!

Welcome my dear!
beijos

Roxane Teixeira disse...

Bom, eu também gosto bastante das misturebas musicais... Tomara que a tendência evolua mais e mais!

Obrigada pela recepção calorosa!! É uma hoooonra ser a mais nova bola - uma bola cheia de idéias!

Serjones disse...

hum, não conheço. mas valeu a dica!

Posts mais lidos