segunda-feira, 16 de março de 2009

Comunidade Discografias no Orkut tem seu fim anunciado



O Orkut perdeu hoje uma de suas comunidades com maior movimento. A Discografias, com mais de 1 milhão de usuários, saiu do ar na manhã desta segunda-feira, sem qualquer tipo de aviso prévio. A medida foi tomada pelos moderadores da comunidade, que vinham sendo ameaçados constantemente pela APCM (Associação Anti Pirataria de Cinema e Música) e pelo Ministério Público. O próprio Google questionava a legitimidade da comunidade.

Segue abaixo o comunicado sobre o fim da comunidade:

"Informamos a todos os membros da comunidade "Discografias" e relacionadas (Trilhas Sonoras de Filmes, Trilhas Sonoras de Novelas, Coletâneas (V.A.), Pedidos, Dicas/Dúvidas e Índice Geral), que encerramos as atividades devido às ameaças que estamos sofrendo da APCM e outros orgãos de defesa dos direitos autorais.Nosso trabalho foi árduo para manter as comunidades organizadas, sem auferir nenhum tipo de vantagem financeira com elas, somente com o intuito de contribuir de alguma forma para a cultura e entretenimento.Não é com o fechamento desta comunidade e outras equivalentes que as gravadoras irão aumentar seus lucros.Muitos artistas perderão seus meios de divulgação.Milhares de membros terão que procurar outras atividades no Orkut que não seja o download de músicas e afins. O número de sites e blogs de conteúdo similar, mais programas como eMule, limewire, de torrents e outros P2P, cresce em progressão geométrica.Perdem eles, perdemos todos, mas enfim, tudo em nome do dinheiro das grandes corporações. Nada em nome da cultura.

Tais entidades de defesa dos direitos autorais, como a R.I.A.A. nos Estados Unidos e APCM no Brasil, que é a representante legal de:

UNIVERSAL MUSIC DO BRASIL LTDA.;
WARNER MUSIC BRASIL LTDA.;
SONY - BMG BRASIL LTDA.;
SIGLA - SISTEMA GLOBO DE GRAVAÇÕES AUDIO VISUAIS LTDA;EMI MUSIC LTDA.;
COLUMBIA PICTURES INDUSTRIES INC.;
DISNEY ENTERPRISES INC.;
METRO-GOLDWYN-MAYER STUDIOS INC.;
PARAMOUNT PICTURES CORPORATION;
TWENTIETH CENTURY FOX FILM CORPORATION;UNIVERSAL CITY STUDIOS INC.;WARNER BROS.;
UNITED ARTISTS PICTURES INC.;
UNITED ARTISTS CORPORATION;
UBV - UNIÃO BRASILEIRA DE VÍDEO E ASSOCIADAS

Sendo ainda representante de IFPI - International Federation of the Phonographic Industry e MPA - Motion Picture Association no Brasil, se dizem "sem fins lucrativos", vamos acreditar nisso, né gente? Como todos acreditam nas histórias da carochinha.Portanto, deixamos aqui os dados de contato do orgão responsável pelo fechamento das comunidades e de um de seus representantes:

APCM – ANTI-PIRATARIA CINEMA E MÚSICA RUA HADDOCK LOBO, 585 – SÃO PAULO – SP – BRAZIL INTERNET ANTI-PIRACY UNIT Telefone: +55 (11) 3061-1990x244

e-mail: anti-piracy@apcm.org.br=>Bruno Henrique Tarelov: btarelov@apcm.org.br. Fone: 55 11 30611990 ramal 238. Fax: 55 11 30611221. Agradecemos a todos que de um jeito ou de outro, colaboraram para que nossas comunidades fossem tão populares.

Valeu, gente!

A Moderação"

Agora, não custa perguntar: O que a confusa e antiquada legislação brasileira de fato diz sobre download ilegal? Afinal de contas, pirataria não se refere apenas à comercialização de produto sem a autorização do autor? Que tipo de comercio era feito na comunidade? Que tipo de lucro as pessoas que cediam músicas para a comunidade recebiam?

Seria bom, mas otimista demais, esperar uma resposta.

7 comentários:

Anônimo disse...

e essa repetição de "próprio" no primeiro parágrafo, hein? 3 vezes em duas linhas é de mais.

Thiago Dias disse...

Já está corrigido

Pedro Zambarda disse...

"de mais" tá errado, também.

Pedro Zambarda disse...

ok, quando vamos linchar o senador Eduardo Azeredo? ;]

Ok, isso foi brincadeira. Mas a brincadeira deles tá ficando bem séria.

Cauê Fabiano disse...

Mó errado isso, cara! Apesar de que isso foi mais simbólico do que qualquer outra coisa. Abrirão um fórum, ou uma outra comunidade, ou continuarão baixando dos programas mais conhecidos, como eMule, LimeWire ou SoulSeek.

Isso não se enquadra no conceito pirataria, em minha humilde opinião, pois até mesmo a própria indústria fonográfica já disse que o que dá dinheiro hoje é show mesmo...

Pedro Zambarda disse...

Uma frase: as gravadoras estão falindo.

Eduardo Martins disse...

pura palhaçada! e desde quando akeles dementes obesos travecados de senadores e deputados sabem algo sobre "download"?
as gravadoras estão indo a bancarrota e estou amando isso tudo!

Posts mais lidos