domingo, 11 de maio de 2008

Go Speed, Go!!!

Como é bom a proximidade do verão americano. Nesta época blockbusters surgem aos montes nas telas do cinema, uma após o outro, fim de semana após fim de semana, sem ao menos dar tempo do público digerir um filme e já ter que engolir outro, e ainda no começo de maio, podemos afirmar que o ano de 2008 vai muito bem quando o assunto é a qualidade destes blockbusters. Speed Racer, primeiro filme dos irmãos Wachowsky desde a trilogia Matrix é simplesmente genial, e afirmo isto mesmo entendendo que a crítica e até mesmo o público (sendo o último muito mais importante que o primeiro) demorem ou simplesmente não reconheçam isso. O que os Wachowsky fazem é uma revolução visual com a adaptação da séria animada japonesa da década de 60. Da mesma forma que eles mudaram completamente a forma de se fazer um filme ação a partir do primeiro Matrix, aqui eles alteram a própria linguagem do cinema como adaptação. Um passo infinitamente maior do que o dado por Robert Rodriguez em Sin City.
A historia base do filme gira em torno de Speed Racer, filho do meio da família Racer. O garoto tem em seu sangue o desejo da velocidade, e segue os passos de seu irmão mais velho, Rex, que quebrou todos os recordes existentes, mas acabou morrendo em um trágico acidente. No entanto ele acaba descobrindo que os resultados dos Grandes Prêmios são manipulados por grande corporações, e começa uma luta para tentar resolver o problema. E acredite, mesmo com esta sinopse aparentemente medíocre, o roteiro de Speed Racer guarda lindas surpresas abordando temas como família e paixão, que abordarei no próximo post. Por enquanto vamos aos aspectos técnicos do filme.
Todo o roteiro do filme é extremamente bem trabalhado ao longo das 2h15m de projeção. A forma de narrativa adotada pelos Wachowsky é revolucionaria, quebrando totalmente aquilo que estamos acostumados a ver. O que temos aqui é uma mistura muito bem vinda de uma narrativa de um desenho animado com a de um filme, tomando liberdades que não poderiam ser mais bem vindas. Alternando flashbacks com cenas no presente, alternância de takes de personagens com agilidade e um timing perfeito, mantendo assim o ritmo acelerado de uma corrida mesmo nos diálogos que se mantém intensos e pertinentes durante todo o filme. Não existe um único momento em que o ritmo diminua, e as mais de duas horas em nenhum momento se tornam cansativas.
O elenco não poderia ter sido melhor escalado, respeitando, e muito, os personagens originais criados por Tatsuo Yoshida. Emile Hirsch caminha a passos largos para se tornar um astro no cinema americano. De uma forma bem rústica, é possível comparar a ascensão do jovem ator àquela feita por um jovem Tom Cruise nos anos 80, acertando em cheio na escolha dos papeis, sempre alternando entre papeis sérios (Alpha Dog e Na natureza selvagem), com comedias leves de sucesso (Um show de vizinha) com blockbusters arrasadores (Speed Racer, o Top Gun de Hirsch). O garoto tem o talento e o carisma certo para atingir o estrelato. John Goodman e Susan Sarandon não poderiam estar melhores como os pais de Speed, contrastando a mãe protetora com o pai exigente porém amável. Completam a família a veia cômica do filme, Gorducho, com seu macaco de estimação Zéquinha. E acredite, os dois (sim, o macaco conta) estão perfeitos encarnando a dupla-encrenca do seriado. Todas as aspirações da dupla roubam a cena, com um timing perfeito arrancando gargalhadas de qualquer pessoa que tenha um humor saudável. Completando o elenco, Roger Allam ameaçador como o vilão Royalton, um Matthew Fox competente como misterioso e importante Corredor X e uma linda Christina Ricci como Trixie.
Por fim, o visual e as sequências de ação merecem um comentário à parte. O filme é um espetáculo de cores que saltam aos olhos de forma quase psicodélica e hipnotizante. É um trabalho que supera facilmente os já eficientes Sin City, Capitão Sky e 300 e gera cenas lindas, como o Mach 5 (que carro, que carro...) parado em um penhasco sobre as luzes da cidade ou o impressionante coliseu no qual se realiza a prova final. Quanto a ação do filme, as poucas cenas de lutas são muito bem coreografadas e deliciosamente irreais e bem humoradas. Destaque para as cenas em que Pops (Goodman) luta contra um ninja. E as corridas, como não poderiam deixar de ser, são a espinha dorsal do filme. São de tirar o fôlego e dar arrepios em quem é apaixonado por esta arte. A corrida inicial foi feita para espantar o espectador, e consegue com louvor. Já a final, com toda a montagem existente nas últimas cenas, é simplesmente genial. Genial, assim como o filme dos Wachowsky que eu tenho certeza, não será apreciado em todo seu esplendor pela “importante” crítica.

8 comentários:

Rafael Lacerda disse...

Sério que é tão bom assim?

Num primeiro momento eu fui meio antipático em relação ao filme, mas depois desse texto, me sinto obrigado a vê-lo xD

Pedro disse...

Thiago é um ianque capitalista incorrigível =P dá vontade de fazer resenhas alternativas só pra encher o saco XD

Mas o texto, de fato, tem muito fundamento.

Abraços!

Nadiesda Dimambro disse...

Ah, nunca gostei desse desenho, acho bem difícil acabar vendo o filme...
mas se eu não soubesse do que se trata, e apenas lesse seu texto, iria correndo pro cinema, hahahaha...
Thiago, arruma lá no seu perfil (suGestão é sem j ).

:)

Thiago Dias disse...

nossa..há quanto tempo não mexo no meu perfil. obrigado

Mônica Alves disse...

Ah Pedro, ó amor desse aí por blockbusters é invencível!
Ainda não vi o filme (aqui em Barretos provavelmente chegará só no meio do ano), mas como meu namorado é o ianque capitalista e meu pai adora Speed Racer, vou acabar vendo e, pelo jeito, gostando!

raybanoutlet001 disse...

abercrombie and fitch
yeezy boost 350 black
armani exchange
vikings jerseys
hugo boss sale
cheap michael kors handbags
miami heat
new orleans saints jerseys
louis vuitton sacs
oklahoma city thunder jerseys

龙大猫 disse...

true religion jeans
hermes belt for sale
louboutin shoes
hermes belts for men
nike huarache
adidas neo
air jordans
adidas ultra boost
yeezy boost 350
skechers shoes

Unknown disse...

saints jerseys
louis vuitton pas cher
hugo boss
mlb jerseys
chicago bulls
kate spade
michael kors handbags
cardinals jersey
arizona cardinals jerseys
chaussure louboutin

Posts mais lidos